Apenas 18% das fábricas de embalagens conseguem acompanhar suas produtividades em tempo real – diz pesquisa

Fala-se muito sobre o futuro da indústria de embalagens e sobre os impactados da transformação digital. Mas poucos analistas e experts foram capazes de fundamentar as tendências ou até mesmo comentá-las. Eta foi a intenção da PackIOT ao realizar a primeira pesquisa brasileira sobre maturidade digital na indústria de embalagens do Brasil, desenvolvido com apoio do Instituto das Embalagens (BR). O relatório revela que mais da metade das indústrias produtoras de embalagens são incapazes de identificar, em tempo real, onde existem gargalos em suas linhas de produção. A análise de mercado internacional contou a participação de mais de 150 profissionais da indústria de embalagens de mais de 25 países e a versão brasileira contou com a participação de profissionais que trabalham nos diversos segmentos da indústria de embalagens. O estudo concluiu que 14% das empresas têm muita dificuldade em identificar gargalos e analisar dados corretos em tempo real. E o dado mencionado no título deste artigo foi um dos mais notáveis: 82% das fábricas não conseguem acompanhar a produtividade em tempo real. O estudo também mostra que duas em cada três empresas não têm meios para monitorar e acompanhar a produtividade das suas fábricas e metas de…

Continuar lendo Apenas 18% das fábricas de embalagens conseguem acompanhar suas produtividades em tempo real – diz pesquisa

Maturidade Digital na Indústria de Embalagens do Brasil tem um longo caminho a percorrer, diz estudo nacional

Para ajudar as pessoas a entenderem melhor como a Indústria de Embalagens está vivenciando a Indústria 4.0 e a Transformação Digital, a PackIOT desenvolveu um estudo chamado Maturidade Digital na Indústria de Embalagens. Nós convidamos trabalhadores da indústria de embalagens de todo o Brasil para descreverem suas fábricas, seus processos de coleta e análise de dados, as métricas e KPIs que acompanham e os softwares que usam. Baixe agora gratuitamente! Em particular, estávamos interessados em entender qual é o nível de maturidade digital que a indústria brasileira de embalagens está vivenciando. Também perguntamos que tipo de softwares e ferramentas eles possuem nas fábricas: ERP, MES, Análise de Produção, PLCs... E qual tipo de insights de produção que conseguem ter através dessas ferramentas. Após uma análise mais profunda nos dados da pesquisa, identifica-se muito espaço para melhorias na Indústria de Embalagens. As empresas têm dificuldades para identificar gargalos na linha de produção e de acompanhar o OEE. A coleta automática de dados ainda não é uma tendência, metas não são discutidas abertamente e poucas fábricas sabem dizer se estão dentro do esperado a respeito do tempo de suas paradas planejadas. Quero ver o report completo! Você também poderá…

Continuar lendo Maturidade Digital na Indústria de Embalagens do Brasil tem um longo caminho a percorrer, diz estudo nacional

Como implementar a cronoanálise industrial utilizando localização indoor

Por Gabriela Campos da Zapt Tech O tempo é o recurso mais valioso e finito que podemos ter, e no mundo dos negócios, tempo é dinheiro. Por essa razão, é extremamente necessário procurar meios de colocar o tempo a nosso favor, utilizando-o da melhor forma possível para aumentar a produtividade, otimizar processos e facilitar a rotina de trabalho dos colaboradores, ao mesmo tempo em que mantém seu negócio competitivo no mercado. Nesse artigo vamos falar sobre 5 vantagens da cronoanálise industrial e como as tecnologias de localização indoor podem ser grandes aliadas para promover melhoras significativas dentro das indústrias Cronoanálise, o que é? A palavra crono deriva do grego Khrónos, que significa tempo. Logo, a cronoanálise se refere à metodologia que se propõe ao estudo do tempo e dos movimentos, a fim de padronizar processos de produção, eliminar desperdícios e determinar o tempo despendido para cada tarefa a fim de estabelecer um tempo padrão para cada atividade. Apesar dessa técnica ser bastante conhecida e aplicada a modelos de negócios de ponta, ela foi inventada no final do século XIX por Frederick Taylor, conhecido como o pai da engenharia industrial. A cronoanálise se divide em duas partes: A…

Continuar lendo Como implementar a cronoanálise industrial utilizando localização indoor