AWS para indústria de forma fácil: 4 casos de uso do Intelligence Hub

AWS para indústria de forma fácil: 4 casos de uso do Intelligence Hub

Se você está migrando dados industriais para a nuvem, provavelmente já sabe que a plataforma AWS oferece uma ampla variedade de serviços para armazenar, catalogar, analisar e compartilhar informações operacionais. Os serviços de nuvem se tornaram uma ferramenta fundamental na transformação digital dada sua capacidade de lidar com grandes quantidades de dados em um local centralizado.

Este artigo foi originalmente escrito em inglês no dia 30/03/2022 na highbyte.com. O artigo foi traduzido e postado aqui com autorização expressa dos nossos parceiros da HighByte.

Recentemente, a HighByte passou a fazer parte da rede de parceiros da AWS para ajudar a indústria a contextualizar e migrar dados de seus sistemas conectados para a nuvem com eficiência contínua. Considerando que os fabricantes usam serviços de nuvem de maneira diferente de acordo com suas necessidades específicas, destacamos aqui quatro maneiras pelas quais nossos clientes têm conectado o Intelligence Hub à AWS. São eles:

1. Integração multisistema

O chão de fábrica é um ambiente complexo de máquinas, controladores, sistemas, data historians e sensores que geram e registram informações. A AWS fornece vários serviços para acesso à nuvem, como o AWS IoT Greengrass, que permite que os fabricantes coletem, analisem e gerenciem dados de várias fontes e em escala. O desafio, porém, é simplificar e traduzir essas informações em um formato utilizável e compreensível para o backoffice. O Intelligence Hub combina os dados de sistemas díspares aproveitando padrões abertos, eliminando a necessidade de integrações mais demoradas feitas com código personalizado. No Intelligence Hub, a equipe de tecnologia operacional pode consultar um lote de dados do sistema relevante (como o sistema de execução de manufatura – MES, process historian, ou equipamento) em tempo real para identificar, por exemplo, gargalos ou problemas de qualidade, publicando depois no serviço da AWS que for mais apropriado. A partir daí, os cientistas de dados podem acessar informações padronizadas e contextualizadas na nuvem e aplicar análises mais aprofundadas para a solução de problemas.

2. Análise de dados de alta resolução

Sensores inteligentes podem criar dados de telemetria em frações de segundo, velocidade tal que um típico sistema de computador não consegue acompanhar o feed de entrada e muitos fabricantes acabam retendo dados no sensor ou controlador. Nesse sentido, a Amazon Kinesis Data Firehose é uma maneira eficiente de enviar grandes volumes de dados de streaming para a nuvem. O Intelligence Hub absorve os dados, os limpa e os envia por meio do Firehose para um data lake, como por exemplo no caso do uso de sensores IoT para monitoramento de condições. Se você estiver rastreando a vibração em um motor em operação contínua, pode ser necessário obter dados em uma resolução de milissegundos a cada 10 minutos. O Intelligence Hub da HighByte permite coletar, estruturar e contextualizar os dados automaticamente e, em seguida, publicar as informações em elevada quantidade para a Amazon Kinesis na nuvem AWS.

3. Monitoramento multilocal

Os cenários acima lidam com instalações únicas. Mas e se você quiser estabelecer métricas de desempenho operacional comuns em vários locais? É possível implementar um Intelligence Hub em cada fábrica e conectá-los a AWS IoT SiteWise para comparações entre os locais e visualização do desempenho geral de toda a empresa. Se quiser analisar variáveis de efetividade global dos equipamentos (OEE), produtividade e manutenção, o Intelligence Hub pode racionalizar os dados – mesmo se gerados a partir de sistemas diferentes em suas fábricas – e reunir todas as informações em um formato comum. A partir daí, elas podem ser enviadas a AWS IoT SiteWise para criar modelos de ativos, processos e produtos e obter comparações precisas entre locais, dashboards em nível corporativo, e KPIs.

4. Da nuvem para o Edge

Em alguns casos, você pode querer dar início a uma ação enviando insights da nuvem para o Edge. O Intelligence Hub da HighByte permite a comunicação bidirecional com os serviços de nuvem da AWS, de modo a tornar possível automatizar a entrega de pontos de ajuste de volta à máquina ou fazer uma sugestão ao operador por meio do sistema HMI ou SCADA. Nesse último cenário, os operadores poderão tomar decisões informadas com base em sua própria experiência e conhecimento. Dessa forma, a análise serve como orientação para os operadores, em vez de automatizar as alterações do processo que nem sempre são ideais para as condições operacionais específicas.

O Intelligence Hub simplifica o processo de envio de dados utilizáveis para os muitos serviços da AWS na nuvem e de volta ao chão de fábrica para plena execução. Espero que este post tenha lhe ajudado a entender melhor quatro casos típicos de uso dos serviços disponibilizados pela AWS e pela HighByte. Leia o blog AWS Architecture Blog para mais informações sobre como conectar o Intelligence Hub à AWS.

This blog post was originally posted in English on 03/30/2022 on highbyte.com. The post has been translated and reposted here with the express written permission of our partners at HighByte.