Como usar a Transformação Digital na Indústria para revolucionar a sua fábrica

Como usar a Transformação Digital na Indústria para revolucionar a sua fábrica

Muito se fala sobre a Transformação Digital na Indústria e quais serão os impactos que essas mudanças trarão no dia a dia do chão de fábrica. No entanto, grande parte dos artigos encontrados tratam muito mais sobre os conceitos da transformação digital na indústria do que auxiliando as empresas a como usar a transformação digital na indústria para revolucionar a operação das fábricas.

No universo da indústria de manufatura, as transformações digitais são em sua maioria relacionadas ao crescimento através da Indústria 4.0 e demais tecnologias. Empresas de todos os tamanhos estão vendo os resultados admiráveis em seus negócios através dos esforços de transformação digital, tais como melhorias em produtos e serviços, inovações, aumento da eficiência operacional e maior flexibilidade em toda a cadeia de produção.

Em termos gerais, podemos dizer que para obter benefícios reais da transformação digital na indústria é necessário integrar tecnologias digitais em todas as áreas de uma fábrica, mudando drasticamente a forma como as empresas obtêm valor dos seus dados e informações. Parece estranho dizer isso no atual contexto da Indústria 4.0, mas muitas empresas ainda não valorizam a importância da coleta e processamento de dados em tempo real. 

Agora apresentaremos alguns fundamentos para usar a transformação digital na indústria e obter benefícios reais:

1 _ Estabeleça seu objetivo 

Aqui na PackIOT nós temos a cultura de sugerir que você comece a sua jornada de transformação digital pelos problemas que quer resolver e não pelas ferramentas e tecnologias que quer implantar. Tudo bem que você quer implementar tecnologias inovadoras na sua fábrica, mas primeiro você precisa saber como e onde você quer que essas tecnologias te auxiliem.

Você precisa se perguntar onde você quer iniciar sua transformação digital e quais serão seus próximos passos no curto, médio e longo prazo. Assim você reunirá todos os cenários possíveis de forma organizada e sem os esforços e os custos de implementação de cada um deles. É importante definir um projeto piloto, idealmente de curto prazo e de simples implementação, para que um case de sucesso se torne inspiração para impulsionar inovação em outras áreas da empresa e a escalabilidade da cultura de transformação digital. É como gostamos de dizer, “transformação digital não é um projeto, é uma estratégia”.

2 _ Cria uma cultura 

Para o sucesso gradativo dos projetos oriundos da transformação digital em sua indústria, é necessário estabelecer uma cultura orientada em dados. É interessante perceber que muitos das soluções de Indústria 4.0 surgem na base da pirâmide e esses projetos acabam não avançando ou morrendo pela falta de um patrocinador interno que obtenha recursos e fomentos necessários para que a transformação efetivamente aconteça. 

A importância de ter uma cultura bem estabelecida é justamente fazer com que a mudança seja impulsionada de cima para baixo. O comprometimento dos cargos de gerência com a estratégia de transformação digital é fundamental para que os projetos não sejam interrompidos no meio do caminho.

3 _ Não há transformação digital sem dados confiáveis 

Os dados são a base de qualquer esforço de transformação digital e Indústria 4.0 e não importa apenas que esses dados estejam disponíveis. É fundamental que eles sejam confiáveis e estejam organizados, estruturados e contextualizados. Por exemplo, se você guarda um dado de um CLP que diz “Byte 0, Valor 50”, você não saberá dizer se esse valor de 50 é uma temperatura ou uma contagem de peças. Agora imagine o benefício que pode ser obtido da uma informação como “Byte 0, Contagem 50, Máquina M, Turno T, Operador O, Ordem de Produção 1, Cliente C”. 

O caminho para possuir dados confiáveis e organizados pode estar em sistemas que processem os dados o mais proximamente possível das máquinas de maneira adequada com a normalização dos dados através de agregações simples. Um sistema de ‘reportar por exceção’ pode enviar apenas os dados importantes para a nuvem para aí serem processados por outro software para auxiliar na distribuição de informações valiosas para tomada de decisões, definições de estratégias e melhoria da produtividade.

4 _ Tenha os talentos e escolha boas ferramentas 

Ao trabalhar com um massivo volume de dados e tecnologias disruptivas é preciso ter, no corpo da empresa, profissionais com habilidades analíticas específicas. Muitas empresas começaram a contratar suas equipes, mas ainda lutam para encontrar a estrutura organizacional ideal para fazer uso das novas tecnologias.

Não podemos esquecer das ferramentas e tecnologias necessárias para o sucesso da transformação digital na indústria. É muito importante ferramentas simples e com avanços tecnológicos que permitam a reunião, armazenagem, gerenciamento e processamento de dados. 

Sob a ótica da Indústria 4.0, não podemos pensar em inovação através de soluções fechadas. É preciso trabalhar com arquitetura aberta para pensar em escalabilidade. Imagine começar um projeto piloto com software que comprometa, financeiramente ou tecnologicamente, projetos futuros e expansões. É fundamental que os elementos de toda a camada de tecnologia consigam se comunicar.

E que tipo de benefícios a indústria pode obter através da transformação digital?

Podemos resumir que a transformação digital na indústria é a transformação profunda das atividades, dos processos e modelos empresariais e organizacionais, a fim de aproveitar ao máximo as mudanças e oportunidades que uma combinação de tecnologias digitais trará. É uma mudança cultural, organizacional e operacional em uma organização que integrará inteligentemente tecnologias, processos e competências digitais, níveis e funções, de forma estratégica e em fases. E que mudanças podem ser essas?

Otimização da cadeia de fornecimento

Manter o chão de fábrica abastecido com todo o estoque necessário é um desafio que a IA ajuda a gerenciar. Um algoritmo pode analisar quantidades de componentes, datas de validade e otimizar a distribuição do estoque em todo o chão de fábrica. 

Além disso, através de algoritmos de aprendizagem de máquina, perguntas como “Qual a quantidade de matéria prima necessária para o próximo trimestres?” ou “qual é a melhor rota de envio para o Produto A?” podem ser respondidas mais facilmente

Otimização da produção

A otimização de processos pode envolver inúmeros conjuntos de dados históricos. Identificar quais parâmetros de processo geram produtos de mais qualidade nem sempre é uma tarefa fácil. 

Imagine obter facilmente respostas para perguntas como “Porque minha taxa de refugo está tão alta?”, “Qual turno é mais produtivo?” e até mesmo “Quais são meus principais motivos de parada de equipamentos?

Manutenção preditiva e preventiva

Os principais motivos de parada de máquinas são causados por falhas mecânicas ou elétricas em peças de fácil identificação. Um cronograma de manutenção preventiva costuma antecipar esse tipo de problema. 

Através de dispositivos IoT, sensores, dados do MES e algoritmos de aprendizagem de máquina, as indústrias podem utilizar os dados para prever avarias e defeitos nas máquinas. O planejamento de Manutenção Preventiva pode ser otimizado para manter as máquinas rodando perfeitamente no chão de fábrica por um longo intervalo de tempo.

Realidade aumentada e realidade virtual

Com tecnologias de realidade aumentada e virtual melhorando a cada dia, e com mais empresas desenvolvendo dispositivos para este mercado, é apenas uma questão de tempo até que a indústria de manufatura adote o uso dessas tecnologias regularmente. 

A Realidade virtual pode ajudar no treinamento da equipe de manutenção ou em tarefas de montagem. Enquanto a Realidade Aumentada pode simular e prever os cronogramas e planejamentos de Ordens de Produção futuras enquanto o chão de fábrica está em operação.

Variação e análise de preços e matéria prima

Para a indústria de manufatura, qualquer variação no custo da matéria-prima pode afetar suas margens. Estimar custos com precisão e escolher os fornecedores certos é um grande desafio. 

Usando dashboards alimentados por Inteligência Artificial, as empresas podem rastrear: características dos materiais, acabamento, especificações, desempenho, prever preços de compras, comparações entre preços e tendências no mercado.

Melhor gestão da energia

Tecnologias da Indústria 4.0 podem ajudar em uma área fundamental para tornar a fábrica mais verde e sustentável. Frequentemente negligenciada, pois os gerentes costumam estar envolvidos em problemas do chão de fábrica, uma melhor gestão de energia pode reduzir significativamente os custos de operação. Além disso, custos reduzidos podem alocar mais recursos para melhorar os processos, levando a um maior rendimento e qualidade

Dificuldade em obter avanços na sua jornada de transformação digital? Simplifique.

Não deixe o perfeito derrotar o bom

Ao esperar por um cenário perfeito de dados super contextualizados e organizados e com arquitetura de IT/OT perfeitamente definida e implementada para depois testar soluções de transformação digital e Indústria 4.0, a indústria de manufatura perde boas oportunidades para implementar produtos mínimos viáveis que já tragam pequenos benefícios para o dia a dia da fábrica. 

Não tenha projetos orientados pela tecnologia, mas sim pelo valor

A implementação de um projeto com foco exclusivo em uma ‘super tecnologia’ pode significar que essas soluções serão implementadas sem uma ligação clara com as oportunidades reais de valor que essas tecnologias podem trazer. Ao tentar implementar uma tecnologia complexa cujo ganho final seja de difícil identificação a adesão das pessoas encarregadas de fazer com que a implantação funcione pode ser minada.

Falha em adaptar

Ao implementar uma abordagem de replicar projetos de sucesso em outros locais acreditando que o sucesso será repetido em outros ambientes, as indústrias perdem a oportunidade de construir uma cultura de customização e adaptação necessárias para resolver cenários especiais e únicos. Há grandes diferenças culturais e de métricas de sucesso entre diferentes linhas de produção dentro de uma fábrica ou de diferentes plantas e parques industriais.

Implementações independentes e espalhadas

Ao perseguir as transformações digitais como um exercício teórico, muitas empresas, involuntariamente, criaram equipes de trabalho independentes e que estão descoladas dos líderes empresariais e da realidade do chão de fábrica. Em alguns casos algumas equipes se concentram demais na replicação de uma única experiência de sucesso, deixando de analisar cenários mais amplos e novas possibilidades.